Ser e vir a ser (Vivendo e aprendendo) é um documentário da cineasta francesa Clara Bellar que mostra conversas com vários especialistas e famílias que defendem a “desescolarização”. Gravado de forma independente em parceria entre a França, Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos, o longa fez parte da seleção oficial do Festival do Rio, em 2014, e já foi exibido 26 vezes no Brasil, todas organizadas e financiadas pelo próprio público, por meio do site oficial brasileiro.

Clara é casada com um brasileiro e tem dois filhos: uma menina de 1 e um menino de 6. A ideia do projeto surgiu enquanto dividia seu tempo entre algumas cidades do mundo e começou a pensar em como seria possível conciliar a escolarização de suas crianças com a realidade que vivia.

Em entrevista à Revista Crescer, falou que não sabia que existia outra possibilidade além da escola, até conhecerem pessoas que faziam o ‘unschooling’. "Não era nem a escola na escola, nem a escola em casa, e sim uma forma de aprender vivendo, no mundo”, contou a cineasta em entrevista à CRESCER.

Vale a pena a leitura! Entenda mais sobre o assunto no site oficial do filme ou na página deles no Facebook.